Da Partida – parte I

golias
Brasília sua Linda! Adoro teu céu, teu cheiro, tuas curvas e retas, teu concretismo futurístico, teu verde horizontal,
Brasília sua Linda!
Me deste caminhos, amores, sabores, conhecimentos…
Brasília Sua Linda!
Tem horas que o viajante precisa partir
Brasília Sua linda!
Ainda vou te descobrir naquele cerrado que parece que vai em lugar nenhum e de repente me acolhes com uma cachoeira,
outras com a paixão,
outras com as reflexões da solidão…
Brasília sua Linda!
A viajante que cavalga em seu signo de fogo
onde o mapa astral diz que tem no sol o lombo vadio
Brasília é hora de partir!!!
Semear outras terras, outros ares…
Agradeço a ti Brasília, a meus afetos
meus desafetos, tudo que aqui aprendi
Aqui cresci, aqui me tornei mulher
sabedora de mim
por isto Brasília
vou me despedir
Já não tenho muito tempo
para acompanhar o tempo de quem nem conheci
o tempo é atemporal
mas o espaço físico, os sentimentos são reais
a intuição é mais
e quando o Orí Chama, clama por partir já é hora
de fazer os “cofinhos” aprendi esta palavra aqui…
e partir….
Brasília que me fez chorar, mas que me faz muito mais sorrir…
Leila Negalaize Lopes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s